iPhone 14 Pro: revelada possvel tela com entalhe em forma de plula e furo do Face ID


Atualização (09/01/2022) – GS

Já faz um bom tempo que existem rumores de que a Apple planeja um novo visual para a tela do iPhone, abandonando o entalhe na parte superior e adotando um novo visual para alocar a câmera de selfie e o Face ID.

Há alguns dias, rumores indicavam que o iPhone 14 Pro poderia adotar um entalhe em forma de pílula, mas um suposto vazamento pode ter indicado que a empresa pode acabar fazendo dois cortes na parte superior da tela.

Anteriormente, muitos acreditavam que a nova tela do dispositivo teria apenas o corte em formato de pílula, com o Face ID ficando escondido sob a tela, mas na verdade, o novo vazamento indica que o corte pílula será exclusivo da câmera frontal, enquanto um outro corte circular ficará exclusivo para o Face ID.

Veja a suposta tela do iPhone 14 Pro ou 14 Pro Max para ilustrar as mudanças.

De acordo com o rumor, o furo circular deve ser refletivo, assim como no Z Fold 3, além de abrigar a parte de projeção do Face ID abaixo da tela, então a única coisa que você vai ver quando olhar para as telas dos iPhone 14 Pro/Max, será o entalhe em formato de pílula.

O vazamento também confirma que o novo iPhone não contará com leitor de digitais sob a tela, conforme indicavam rumores anteriores. A fonte indica que esse método duplo de segurança acabará ficando para um modelo futuro do iPhone, mas como sempre, tudo não passam de rumores.

Você acha que esse será de fato o modelo da nova tela do iPhone?

Atualização (06/01/2022) – FM

A Apple deve dar um novo passo rumo à extinção do famigerado entalhe que abriga a câmera frontal e os sensores biométricos do Face ID do iPhone. Após reduzir o tamanho do recorte com o iPhone 13, a big tech deve integrar os sensores abaixo da tela e utilizar somente um pequeno notch em formato de pílula no iPhone 14 Pro.

Tais informações vêm aumentando em especulação nos últimos meses, mas foram reafirmadas pelo vazador @dylandkt nesta quinta-feira (06). De acordo com a fonte, apenas os modelos “Pro” terão Face ID sob o display. O iPhone 14 e iPhone 14 Max — substituto teórico dos modelos “mini” — devem manter o entalhe por mais uma geração.



iPhone 14,





Curiosidade
02 Jan




iPhone 14 pode ter 8 GB de RAM e n





Curiosidade
27 Dez


Dylan aborda questões sobre o funcionamento do Face ID, dado que sua eficiência poderia ser prejudicada ao ser colocado sob a tela. “Como garantia para quaisquer preocupações, a funcionalidade dos sensores não foram afetadas negativamente pela mudança”, diz o leaker.

O iPhone 14 Pro, possivelmente estreando em setembro de 2022, deve utilizar um pequeno recorte em forma de pílula — similar ao encontrado no Huawei Mate 40 Pro — em vez de um furo circular tradicionalmente encontrado em celulares com Android. Ben Geskin, designer e entusiasta de tecnologia, imagina o seguinte visual:



iPhone 14 e 14 Max devem manter notch, taxa de 120 Hz e telas da LG Display





Apple
27 Dez




iPhone 14 pode ter suporte ao Wi-Fi 6e e variante com armazenamento de 2 TB





Apple
17 Nov


Outros vazadores, incluindo Ming-Chi Kuo, também acreditam que a Apple findará o recurso no iPhone 14 Pro. Especificações ademais incluem um chipset A16 Bionic com 8 GB de RAM, câmeras de 48 MP e gravações de vídeo em até 8K — certamente, tais detalhes representariam um salto tecnológico mais expressivo para o smartphone.

Atualização (09/09/21) – JB

A Apple deve anunciar na próxima semana os novos integrantes da família iPhone 13. Por isso, a temporada de rumores e vazamentos envolvendo a linha iPhone 14 está oficialmente aberta, mesmo que os aparelhos só cheguem ao mercado em 2022.

Recentemente, vimos que a Apple tem interesse em entregar o Touch ID sob o display, mas novos rumores indicam que a gigante de Cupertino quer ir muito além.

De acordo com fontes chinesas, o avanço da tecnologia de câmera sob o display deve fazer com que a empresa possa levar os sensores do Face ID para abaixo da tela OLED.

No entanto, a Apple apenas acabará com o entalhe, uma vez que a empresa pretende utilizar a solução de furo para acomodar a câmera frontal do iPhone 14.

Comentando o assunto, Ross Young, CEO da Display Supply Chain Consultants (DSCC), disse que tudo pode mudar no projeto final do iPhone.

Eu diria que o Face ID sob o display ainda não é definitivo porque ele está sendo trabalhado. Mesmo assim, ele é muito mais fácil que inserir uma câmera sob o display.

Por enquanto, a Apple não se pronunciou sobre o assunto.




iOS 15 chegando! Apple revela novidades do sistema antes do evento da pr





Apple
08 Set




Digio anuncia parceria para integrar cart





Economia e mercado
08 Set


Atualização (28/07/2021) – GS

No início do mês, surgiu um rumor de que todas as versões do iPhone 14 devem vir equipadas com telas OLED LTPO e Touch ID integrado, no entanto, uma recente patente da Apple parece indicar que a tela do dispositivo também deve contar com melhorias no Face ID, resultando em um novo design para o tradicional entalhe do topo.

Segundo diversos relatos, a Apple ficou presa com o atual entalhe da tela, algo que veremos também no iPhone 13, pois não encontrou um novo método de bloqueio que seja seguro, efetivo e que se encaixe em seus padrões para substituir o Face ID, contudo, eles parecem ter resolvido o problema para as futuras gerações.


De acordo com uma nova patente registrada pela gigante de Cupertino, os novos aparelhos contarão com um sensor abaixo da tela. A patente serve para mostrar que o iPhone pode receber diretamente a luz transmitida através da tela ao colocar o sensor abaixo da tela. Esse sensor se aplica a diversos sensores de imagem, tais como luz ambiente, luz estrutural, digitais e sensores de reconhecimento facial.


A patente significa que parte da tela pode ter um “buraco de imagem definido por um fundo opaco”, no qual a Apple chama de “abertura”. Para conseguir usar o Touch ID e o Face ID normalmente, a densidade de pixels nessa área da tela será menor que no restante. Outra possibilidade é que quando o Face ID e Touch ID estiverem ativos, os pixels dessa área serão menores, aumentando quando essas ferramentas não estiverem em uso.

Sendo assim, parece que somente no iPhone 14 veremos grandes mudanças nos designs da linha.

Você acha que os iPhone 13 venderão menos por não apresentarem grandes mudanças no design?

Atualização (06/07/2021) – EB

Diversos rumores mencionam o retorno do Touch ID sob o display no iPhone 14, que deve ser lançado em 2022. Hoje temos mais uma fonte relatando especificações das telas de toda a linha de iPhones que deve chegar no próximo ano com tecnologia LTPO e muitas melhorias.



Fam





Apple
14 Jul




iPhone 13 deve ter carregamento r





Apple
22 Jul


As especificações das telas vem da The Elec, onde ela afirma que a LG deve estar fornecendo as telas OLED LTPS para o iPhone 13 e 13 mini da Apple e já está se preparando para aumentar a produção, convertendo até mesmo parte da sua linha de produção para fabricar mais telas LTPO, que seriam destinadas aos modelos de 2022.


Também é dito que o iPhone 14 não terá uma versão mini, pois a Apple deve focar em dispositivos com telas maiores, o que faz sentido se considerarmos a baixa demanda pelo dispositivo.

Por enquanto, estas informações ainda necessitam de maiores confirmações, visto que nem sequer o iPhone 13 foi anunciado, mas é esperado que pelo menos vejamos telas de 120Hz nos modelos Pro deste ano, o que pode nos dar uma esperança de ver mais aprimoramentos em 2022.

Apesar do grande foco do mercado no lançamento da linha iPhone 13, muitos analistas já começam a olhar para 2022 em busca de antecipar as principais novidades da linha iPhone 14. Um exemplo disso foi revelado nesta semana pelo conhecido e confiável Ming-Chi Kuo.

De acordo com o analista, a Apple finalmente deve ressuscitar o Touch ID nos modelos do próximo ano. Isso porque a empresa deve conseguir implementar a tecnologia de leitor de digitais sob o display, algo que já é um tanto comum em smartphones do universo Android.

Além disso, a gigante de Cupertino deve vender a família iPhone 14 com quatro modelos e dois tamanhos de tela: 6,1 e 6,7 polegadas. Como a fabricante não quer que o preço do dispositivo mais simples passe dos US$ 900, o corte de custos deve fazer com que o novo leitor esteja presente apenas nas variantes Pro.


Outros detalhes comentados por Kuo ainda incluem uma nova câmera grande-angular de 48 MP, além de diversas melhorias de software. Já a variante iPhone Mini realmente deve morrer na geração 13.

Assim, a Apple deve lançar um novo iPhone SE para que ele se torne o iPhone 5G mais barato de todos os tempos. No entanto, cabe lembrar que tudo ainda precisa ser considerado como sendo apenas mais um rumor, uma vez que a Apple não comentou o assunto.



CEO da Apple teria tentado interferir em nova legisla





Segurana
23 Jun




Problemas t





Tech
23 Jun


Texto original (07/12/20)

Enquanto os celulares tops de linha deixaram de ter poder de fogo como preocupação graças aos velozes processadores potentes lançados nos últimos anos, uma preocupação frequente da indústria é quanto à qualidade das câmeras oferecidas nesses flagships.

Não dificilmente um dos principais apelos dos smartphones mais caros é a oferta de zoom óptico, tendência iniciada pela Huawei com o P30 Pro e seu zoom híbrido insano, que dali em diante foi seguida pela indústria. Alcançamos um novo patamar com o S20 Ultra, apesar do resultado pífio quando o Space Zoom atinge sua capacidade máxima de aproximação de 100x.

A Apple, porém, começou a implementar um zoom óptico de 2x nos seus dispositivos, mas pode estar disposta a ir além a partir de 2022.


Segundo o portal The Elec, a gigante de Cupertino procura uma solução de lente periscópica para ir além com a aproximação sem perda de qualidades com suas câmeras. Para isso, poderia estar negociando esses sensores com a sua maior rival: a Samsung.

Atualmente a Apple utiliza mecanismos de empresas como a LG, Sharp e O-Film, porém, se aliar à Samsung não seria novidade: as empresas na realidade competem no segmento de vendas dos seus produtos finais, mas a sul-coreana possui uma cadeia muito mais diversa de produtos, atuando com vendas de painéis, câmeras e outros componentes para o mercado de smartphones. A Maçã já utilizou por várias vezes displays da sua rival, por exemplo.

Seja como for, essa é uma novidade que poderá só ser vista a partir de 2022, com o iPhone 14. Ou seja, isso pode indicar que a geração iPhone 13 ainda pode chegar com um zoom óptico bastante limitado. Uma aproximação sem perdas de 2x era um recurso interessante há alguns anos, e a Samsung o fez por exemplo em 2019 com a geração Galaxy S10. Porém, a Apple não apresentar melhorias nesse sentido até 2021 poderá frustrar uma parcela dos consumidores, enquanto o mercado Android já entrega aproximações ópticas bem mais amplas já desde o ano passado.

E você, acha zoom óptico uma necessidade para os celulares modernos mais avançados, ou uma aproximação de 2x já está boa? Conte para a gente nos comentários!





Source link

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*