Sem Blu-ray em 4K: CPUs Intel Rocket Lake e mais recentes no tm suporte mdia em ultra HD


Segundo a Cyberlink, o módulo de segurança SGX (Software Guard Extensions) é necessário para reprodução de conteúdo com proteção de direitos autoriais por DRM (Digital Rights Management), que é o caso de vídeos em Blu-ray em 4K.

Dessa forma, a Cyberlink ainda criou uma página onde ela explica que o módulo SGX também não será distribuído via atualizações para estes chips da Intel ou para o Windows, o que torna a reprodução desses conteúdos impossível para CPUs Rocket Lake e de gerações mais recentes.

Segundo a Intel, o módulo SGX foi removido porque ele foi o responsável pelo surgimento de diversas vulnerabilidades em computadores, o que motivou o fim do suporte dele pela empresa nas CPUs de 11ª geração e futuras.

Estima-se que o principal impacto dessa mudança atinja empresas que utilizam o Blu-ray para distribuir seus conteúdos, tais como estúdios e cinema e produtoras de conteúdo, o que exigirá a adaptação de toda a indústria para continuar com suas operações.



Source link

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*