China amplia participao no mercado de semicondutores aps sanes dos EUA


A China pode se tornar país líder do mercado de semicondutores em apenas três a quatro gerações de processadores. De acordo com Mario Morales, analista sênior da IDC, Pequim tem investido pesado e gastado bilhões de dólares para criar uma cadeia autossuficiente de componentes.

Para o executivo, as sanções dos Estados Unidos a empresas como Huawei e SMIC acenderam o sinal de alerta para o país, algo que fez uma série de companhias chinesas entrarem no ramo de chips.

Contudo, como o embargo dos EUA também impede a compra de equipamentos de última geração, a China ainda deve demorar cerca de uma década para alcançar o nível de chips produzidos em Taiwan ou na Coreia do Sul.

vai levar algum tempo para a China, pode levar até mais de uma década, para que eles possam realmente se tornarem mais competitivos, pelo menos no mercado de ponta.

Apesar de demorar para alcançar o mercado mais avançado (chips de 5 nm ou menos), a China tem adotado uma estratégia que faz o país ganhar importância no segmento de semicondutores graças ao uso de tecnologias legadas.

Empresas chinesas tem produzido uma variedade de chips menos avançados, mas que são importantes para o gerenciamento de energia, sensores e outros produtos de IoT. Como TSMC, Samsung e outras estão concentradas em avanços de ponta (3 nm), só resta os chips chineses para abastecer o mercado.

Morales cita que, apesar de simples, esses chips são muito importantes para toda a cadeia global de semicondutores e isso pode se tornar uma arma do governo chinês, uma vez que o fornecimento deles pode ser usado como barganha para equipamentos mais avançados.

É aí que você verá parte do ecossistema chinês prosperar e crescer para começar a ganhar participação de mercado.

Atualmente, a SMIC é a maior produtora de chips da China e já alcançou a produção de SoCs em 14 nm, mas o executivo acredita que a baixa demanda deve fazer a empresa ter dificuldades para vender esses componentes.

a realidade é que eles precisam que os clientes realmente dimensionem essa capacidade, e muito do ecossistema chinês simplesmente não está usando essa tecnologia.



Source link

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*