Realme GT 5G passa por teste de tela do DxOMark e se destaca por exibir boa fidelidade de cores


Oficializado no primeiro trimestre de 2021, o realme GT 5G foi apresentado como a aposta da marca chinesa para competir com rivais topos de linha de outras fabricantes sendo equipado com a plataforma Qualcomm Snapdragon 888 com a GPU Adreno 660 e 8 GB de memória RAM, mas se destacando principalmente por seu display com tecnologia Super AMOLED e alta taxa de atualização.

No DxOMark, popular portal responsável por analisar aparelhos, o realme GT 5G conseguiu 84 pontos e se destaca principalmente por apresentar uma boa fidelidade de cores graças ao seu conjunto equilibrado. Ele ocupa a trigésima quarta posição no ranking mundial e supera modelos como o ASUS Zenfone 8 e Motorola Edge 20 Pro.

  • Tela Super AMOLED de 6,43 polegadas
  • Resolução FHD+ (1080 x 2400 pixel)
  • Densidade de pixels: 409 ppi
  • Taxa de atualização: 120 Hz

Apesar de ser equipado com uma tela de alta qualidade e com boa densidade de pixels, o realme GT 5G tem como grande vilão sua taxa de nits insuficiente para ambientes externos, situação em que o smartphone não consegue oferecer um brilho satisfatório e deixa a desejar nesse quesito, sendo superado por rivais de mesma categoria como o Galaxy A52 5G.

Em ambientes internos o aparelho consegue se sair bem e oferece uma visualização satisfatória, mas peca por variar o tom das cores para o espectro avermelhado, fator que não deve ser um entrave tão significativo para os usuários que não são tão exigentes quanto a precisão das cores.

Ainda sobre o brilho — que volta novamente a ser um dos principais pontos negativos desse modelo — a dificuldade em obter níveis satisfatórios de brilho também é encontrada durante a reprodução de vídeos que apresentem cores escuras, mesmo problema identificado no realme GT Neo 2, que também enfrentou o teste de tela do DxOMark.

Segundo a equipe que realizou a análise, o aparelho apresenta uma boa fluidez graças a frequência de atualização de 120 Hz, mas durante a gameplay foi percebido a incidência de alguns “toques fantasmas” em áreas do display que não foram interagidas com o usuário.



Source link

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*