Como o boto contra Fake News do Twitter pode impactar as eleies de 2022? | Detetive TC


Na última semana, o Twitter adicionou um novo botão para denunciar postagens que contêm Fake News em sua plataforma, no Brasil. A decisão veio após pressão de usuários e do Ministério Público Federal, para controlar a quantidade de desinformação disseminada por meio do microblog.

Contudo, a forma de analisar uma publicação – com parte automatizada – ainda deixa dúvidas quanto ao futuro, especialmente durante as eleições de 2022. O Detetive TC ajuda a analisar o caso a seguir.

Como processada a denncia?



Apesar de ainda estar em fase de testes, já é fato a existência de um sistema para a detecção de boatos em seu serviço. Em junho de 2019, o Twitter chegou a comprar a Fabula AI, uma startup britânica criadora de uma tecnologia de aprendizado profundo que possui capacidade de identificar boatos.

No caso dos experimentos atuais, o próprio Twitter chegou a confirmar – em publicação da Globo – que 50% das publicações falsas presentes na rede são encontradas por um sistema automatizado. Ou seja, não haveria um humano por trás da verificação sobre o tema.

Já à Folha de São Paulo, a rede social explicou que o conteúdo denunciado tem uma avaliação mista entre humanos e Inteligência Artificial, com revisão de uma pessoa física antes de as decisões serem tomadas.

O Twitter chegou a negar ao periódico que leva em consideração o número de denúncias para a remoção, mas sim engloba conteúdos com violação das suas políticas. Entretanto, não há qualquer listagem de maneira objetiva para explicar os critérios utilizados.

Quais so os receios?



Apesar do processo ter a triagem de ambos os espectros, a medida desperta uma preocupação quanto a influências de uma quantidade grande de denúncias contra uma postagem verídica.

Em outras palavras, isso caracterizaria uma campanha massiva de queixas de um grupo político contra outro, sem um controle maior, para tirar do ar um conteúdo que seria prejudicial a ele – mesmo com uma verdade.

Outro temor está na presença de uma ferramenta em testes, durante um ano de eleições. Como todo recurso ainda em fase experimental, podem acontecer erros no funcionamento dele, assim como uma eventual ausência de mais preparo ou outros recursos para aperfeiçoar a plataforma.



Ap





Tech
17 Jan




Twitter se inspira no recurso "Melhores Amigos" do Instagram e pode lan





Software
21 Jan


Quais seriam as solues?



É importante ressaltar que os temores quanto à ferramenta de denúncias de Fake News do Twitter englobam o uso indevido dela para avaliar casos que não são notícias falsas. A existência dessa funcionalidade é necessária para conter boatos reais – como muitas vezes disseminados, por exemplo, neste período de pandemia do coronavírus.

A saída para isso está no rápido aprimoramento durante este período de testes, para que o recurso esteja completo e plenamente funcional ao longo do pleito deste ano, com melhorias que impeçam a exploração contra publicações legítimas, por fins políticos.

Outro fator de atenção está na transparência quanto aos critérios de avaliação, com o objetivo de deixar claro à toda a sua comunidade o que é válido ou não na hora da denúncia, e assim promover o controle por parte dos próprios usuários sobre a atuação neste caso.

Além disso, vale apostar mais em avaliações humanas que em máquinas, na hora de realizar esse tipo de análise, visto que se trata de algo o qual demanda apuração prévia, sem desconsiderar números de reclamações.

Quais são as suas expectativas para a atuação da ferramenta anti-Fake News durante as eleições deste ano no Twitter? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Twitter

Desenvolvedor: Twitter Inc.

Grátis

Tamanho: Varia de acordo com a plataforma



Source link

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*